Sindistal

FIRJAN-SENAI/SINDISTAL – Programa de Massificação de Eficiência Energética para a Indústria”


No dia 27/03/2015, a FIRJAN realizou em sua sede o evento “O setor produtivo e a energia: questões e soluções da indústria em tempo de crise energética”, com as presença do Presidente do Sistema FIRJAN Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, do Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, Márcio Zimmermann (secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia), entidades como FIESP, ABRADEE e ANEEL, além de especialistas. O evento contou com diversos painéis, onde o foco principal foi discutir o planejamento da matriz energética nos próximos 10 anos e modicidade tarifária.

O vice-presidente do Sistema FIRJAN, Carlos Mariani, abriu o evento, representando o Presidente Eduardo Gouvêa Vieira, onde destacou que somente nos três primeiros meses do ano, o preço da energia já havia subido 48%, onerando enormemente a produção. E, seguiu dizendo, que a qualidade no fornecimento é um fator chave de competitividade para a indústria. “Qualquer interrupção, por menor que seja, aumenta o custo industrial. E quem paga é o País. A indústria no século XXI não pode mais conviver com a qualidade de energia do século passado”, sublinhou.

Carlos Mariani salientou que o Sistema FIRJAN vê na Eficiência Energética, um dos caminhos privilegiados para o enfrentamento da crise atual do país, se referindo ao lançamento do “Programa de Massificação de Eficiência Energética para a Indústria” que teve efeito na ocasião, elaborado a partir da parceria entre o Sistema FIRJAN, por meio do SENAI, e do SINDISTAL (Sindicato da Indústria de Instalações Elétricas, Gás, Hidráulicas e Sanitárias do Estado do Rio de Janeiro).

O Presidente do SINDISTAL, Fernando Carlos Cancellla, destacou a elaboração de um plano de incentivo às empresas, para o uso eficiente da água e energia a curto e longo prazo, junto à FIRJAN. Segundo o presidente, muitas das empresas que serão visitadas, sequer tem conhecimento do que propõe a eletricidade eficiente. “A divulgação de boas práticas, motivará as pessoas a poupar nossos recursos e isso é fundamental para o sucesso do projeto.“

“O Sindicato espera apoiar a ação da FIRJAN com competência e seriedade possibilitando ratificar a utilidade de um Sindicato Patronal que reúne entre seus associados, as melhores empresas de cada setor que representamos”. Fernando Cancella ainda destacou a participação do SINDISTAL, como oportunidade excepcional, para a expansão do relacionamento com sua base territorial, hoje estendida para todo o Estado do Rio de Janeiro.

Para Oldemar Boechat, diretor do SINDISTAL, o projeto visa grande contribuição para que os empresários e a sociedade percebam que, sendo este tema permanente, será necessário ter ideias inovadoras, que aumentem a eficiência e combatam o desperdício. “Haverá oportunidade de economia de energia elétrica, através de diagnóstico elaborado para este fim, com recomendações finais ligadas ao uso e troca de equipamentos mais eficientes”, concluiu.

Vale ressaltar que o programa oferecerá um serviço de diagnóstico de Eficiência Energética de rápida implementação, com valor reduzido e subsidiado por recursos do SEBRAETEC, para as micro e pequenas indústrias do estado do Rio. O Programa tem como meta atender a um total de 400 indústrias, até o final do ano.

“O SINDISTAL acredita que ações como esta, ajudem a divulgar nossa real situação e se quisermos prosperar em direção a manutenção de nossos recursos hídricos, devemos todos, passar por uma reeducação ambiental que nos ensine a lidar com a água, sem desprezar sua condição de recurso natural finito. Talvez assim possamos dar um futuro seguro aos nossos filhos e netos”, concluiu Fernando Cancella.


Fonte –