Geral

Solar FV promete gerar 147 mil empregos em 2021


Projeção da Absolar se baseia na expectativa de que serão investidos R$ 22,6 bilhões no setor.

A fonte solar, segundo projeção da Absolar – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, deve gerar mais de 147 mil empregos no país em 2021. Para a Absolar, a nova mão de obra ajudará a atender os investimentos privados previstos para o setor no ano, cuja promessa é ultrapassar os R$ 22,6 bilhões, somando projetos de geração distribuída e usinas centralizadas.

A associação projeta que serão adicionados mais de 4,9 GW de potência instalada, o que deve representar um crescimento de mais de 68% sobre a capacidade instalada atual de 7,5 GW. Com o acréscimo dos novos postos de trabalho para suportar a ampliação do parque solar, as perspectivas são de chegar ao final de 2021 com total acumulado de mais de 377 mil empregos no setor solar FV no país.

A maior parte dos novos empregos deve vir do segmento de geração distribuída, respondendo por mais de 118 mil empregos em 2021, já que do total de investimentos previstos para o ano, a GD solar corresponderá, pela análise da Absolar, por cerca de R$ 17,2 bilhões. Em capacidade instalada, o segmento cresceria, pela projeção, 90% frente ao total instalado até 2020, passando de 4,4 GW para 8,3 GW. Já no segmento de usinas solares de grande porte, o crescimento previsto será de 37%, passando dos atuais 3,1 GW para 4,2 GW.

Além do impacto positivo sobre o emprego, a Absolar destaca ainda que o setor será responsável por um aumento líquido na arrecadação dos governos federal, estaduais e municipais de mais de R$ 6,7 bilhões em 2021. O valor já contabilizaria a economia dos consumidores em suas contas de eletricidade.

 

Fonte: arandanet.com.br