Geral

Saiba as principais mudanças para se adaptar às novas exigências do Gerenciamento de Riscos Ocupacionais


A modernização da Norma Regulamentadora 1 (NR 1) traz novas exigências ao Gerenciamento de Riscos Ocupacionais, o GRO. A reestruturação visa a diminuição da burocracia para facilitar a implementação das normas para pequenas e médias empresas. O novo texto entra em vigor no dia 3 de janeiro de 2021.

Atenta ao compromisso de auxiliar a indústria fluminense e fornecer informações relevantes sobre as alterações e impactos no dia a dia de empresas e trabalhadores, a Firjan irá realizar uma live no dia 21/07, no canal YouTube da #FirjanSESI.

Durante o encontro virtual, o gerente Institucional de Saúde e Segurança do Trabalho da Firjan, José Luiz Barros, vai explicar para os empresários as principais mudanças na rotina das empresas; quais são os desafios, vantagens e oportunidades e como se preparar para esse novo cenário.

De acordo com José Luiz, a nova redação da NR 1 traz uma grande mudança de paradigma em todo o processo. “Esta reestruturação é um pleito antigo dos empresários. Uma vitória deles, mas que é preciso estar atento à nova legislação.

O novo texto muda a forma como o Gerenciamento de Perigos e Riscos deve ser implementado. A NR 1 agora tem uma visão mais ampliada e dinâmica, permitindo mais liberdade de gestão. É preciso sanar as dúvidas, ajustar documentos e medidas para se adequarem à nova legislação”, disse o gerente Institucional de Saúde e Segurança do Trabalho da Firjan.

Os três principais pontos de atenção são:

1 – Gestão não mais por fotografia, e sim por filme. Isto é, o processo passa a ser contínuo. É preciso ajustar os documentos, o modelo de gestão quando houver uma situação de risco ou alteração no ambiente de trabalho.

2 – Deixa de ser prescritiva, dando maior liberdade de gestão. A nova mudança só diz “o que” não pode, quem define “o como” e a melhor forma de tratar a situação é a empresa.

3 – As normas eram apenas para os riscos físicos, químicos e biológicos.  Agora também trata dos riscos ergométricos e de acidentes (como risco de queda, explosão, soterramento, queimadura, etc). Tem que ter um plano de ação para cada possibilidade de acidente.

Saiba mais sobre as novas exigências da NR 1, que se trata de um conjunto de normas técnicas direcionadas à saúde e à segurança do trabalho, na live da próxima quarta-feira (21/7), às 10h, no canal YouTube da #FirjanSESI.

Para acompanhar, é só clicar aqui

 


Fonte: firjan.com.br
Foto: Think Stock Photos