Geral

Provider investe em desenvolvimento de instrumentos com tecnologia nacional


Empresas de saneamento e indústrias estão entre os principais mercados.

Provider investe em desenvolvimento de instrumentos com tecnologia nacionalA Provider Controls desenvolve e produz uma linha de instrumentos com aplicação em companhias de saneamento e indústrias, como transmissores de pressão, nível e temperatura, manômetros, termômetros, pressostatos e válvulas. “Oferecemos inovação tecnológica com boa relação custo/benefício para o cliente, pois a fabricação é totalmente nacional”, diz Paulo Costa, diretor e proprietário da Provider, empresa criada há 13 anos, com sede em São Paulo.

Segundo ele, em breve até mesmo o sensor, componente interno dos instrumentos, deverá ser nacionalizado. A empresa aguarda apenas a aprovação do projeto de pesquisa junto à Fapesp/PIPE para desenvolvimento e produção da peça, atualmente importada de países como a Alemanha, Suíça e Ásia. “Será o primeiro fabricado no Brasil”, diz. O objetivo é abastecer não apenas a demanda interna, mas também outras indústrias do país e do Mercosul.

O portfólio da Provider compreende vários modelos de instrumentos, em versões submersíveis e hidrostáticas. Entre os destaques está o LT4700-E, transmissor de nível para medição de efluentes. O instrumento é fornecido com cabos certificados em laboratório acreditado pelo Inmetro, composto de capa externa de PVC ou poliuretano com reforço em Kevlar e cabo de aço de sustentação. O sensor piezoresistivo possui o corpo e diafragma totalmente em aço inox AISI 316L. “O diafragma flushing com diâmetro exclusivo de 48 mm permite uma melhor precisão na medição do nível e uma maior facilidade na limpeza e manutenção”, diz.

Além da linha de instrumentos, a Provider Controls atua com serviços de automação (montagem de painéis elétricos com a interação de CLP, IHM e sistema supervisório) das marcas Mitsubishi Electric e Weg e telemetria para poços e unidades remotas, com alimentação pela rede elétrica ou painel fotovoltaico e transmissão de sinal por modem celular. As informações ficam armazenadas em nuvem, no data center da Amazon, e podem ser acessadas de qualquer lugar e dispositivo. Com interface IBM, o software é desenvolvido sob demanda para o cliente. Diante de qualquer anormalidade nos parâmetros monitorados, o técnico recebe alarmes e os comandos de atuação também são remotos. Nessa época de pandemia e necessidade de distanciamento, o sistema pode evitar deslocamentos de equipes e facilitar o trabalho das empresas.