Geral

Projeções da Firjan apontam queda de 6,4% do PIB fluminense em 2020


Projeções feitas pela Firjan e divulgadas nesta quinta-feira (04/06) apontam queda de 6,4% do  PIB (Produto Interno Bruto) fluminense em 2020. Caso as projeções se confirmem, esse será o pior resultado de série histórica que considera dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) desde 2002, quando houve a última mudança de metodologia.

A retração acentuada em 2020, de acordo com o estudo “Rio de Janeiro: resultados e perspectivas para o PIB”, reflete os impactos da pandemia do novo coronavírus e o atual cenário econômico, político e social. As estimativas da federação mostram que no primeiro trimestre do ano já houve queda de 0,6%, na comparação com o mesmo período de 2019. Em relação ao quarto trimestre do ano passado, o recuo foi de 1,9%.

 

 

A projeção para o setor de serviços é de queda de 6,7% em 2020 e, para a indústria, queda de 6,3%. A indústria extrativa deve apresentar recuo de 7,3%, já que a crise atual afeta o mercado global e, como efeito direto, a retração da economia mundial apresenta impacto na demanda por óleo e gás. Para a construção civil é projetada uma retração de 6,2%. Já a projeção para a indústria de transformação é de queda de 5,9% no ano. Nesse caso, a Firjan considera principalmente os possíveis impactos negativos da crise argentina sobre as exportações, especialmente do setor automotivo, e a menor demanda externa para o setor de metalurgia.

A Firjan destaca que a economia fluminense deverá ter uma recuperação lenta, e que todas as projeções levam em conta o encerramento das medidas restritivas para o combate ao coronavírus na segunda semana de junho. Caso o prazo para a retomada das atividades seja maior, a perspectiva de uma queda ainda mais acentuada para este ano não está descartada.

Acesse aqui a íntegra do estudo “Rio de Janeiro: resultados e perspectivas para o PIB”.