Geral

PELA PRIMEIRA VEZ, PRÉ-SAL RESPONDE POR 70% DO TOTAL DA PRODUÇÃO DE O&G DO PAÍS


A produção somada de óleo e gás no pré-sal brasileiro chegou a 2,7 milhões de barris de óleo equivalente em julho, uma variação positiva de 6% em comparação com junho. Com esse número, a camada correspondeu a 70,8% da produção nacional – esta foi a primeira vez na história que os poços da região passam da barreira dos 70%.

Ao todo, foram 2,1 milhões de barris de petróleo por dia e 88,8 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia na camada. O campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo no mês, com 1,052 milhões de barris por dia. O ativo também liderou a produção de gás natural, com 44 milhões de metros cúbicos por dia.

A produção nacional total de petróleo no Brasil (somando pré-sal e demais campos) cresceu 1,2% em julho em comparação com mês anterior, de acordo com informações disponibilizadas hoje (17) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Ao todo, foram extraídos 3,049 milhões de barris por dia durante o período.

Este foi o segundo mês seguido que o Brasil registrou alta na produção de petróleo, depois de passar por alguns meses acumulando quedas. Em relação ao gás natural, a produção também registrou crescimento em julho. A elevação foi de 1,13% ante maio, totalizando 129,9 milhões de metros cúbicos por dia.