Hidrossanitária

NOVAS USINAS RENOVÁVEIS DEVEM GERAR R$ 6 BILHÕES EM INVESTIMENTOS NO BRASIL


As novas usinas renováveis do Leilão de Energia Elétrica A-5 devem gerar cerca de R$ 6 bilhões em investimentos para o setor de energia brasileiro. O leilão, que acarretou na contratação de 14 projetos, somando uma potência instalada de 1.973 megawatts. O objetivo é garantir a entrega de energia elétrica a partir do mês de janeiro de 2020.

De acordo com o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, o resultado do leilão é digno de comemoração. ““Vários aspectos nos fazem comemorar o resultado. Em primeiro lugar, (o leilão) permitiu atender à demanda das distribuidoras. Em segundo, mostrou que o setor elétrico é atrativo. E em terceiro lugar destaco a característica desse leilão, que contratou hidrelétricas e Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) próximas aos sistemas Sudeste e Centro-Oeste”, disse.

O certame registrou um preço médio de venda de R$ 259,19 por megawatt/hora, o que significa um deságio de 0,92% se comparado ao preço original. O leilão movimentou, no total, aproximadamente R$ 6,74 bilhões em contratos. Destacaram-se as vendas de projetos como o da Usina Hidrelétrica de Itaocara (150 megawatts), e de oito PCHs que, juntas, representam uma potência de 164,33 megawatts.

As termelétricas foram vendidas por cerca de R$ 278,46 por megawatt/hora. Das quatro termelétricas vendidas, foram três a biomassa e uma a gás natural, que terá capacidade de 1,5 mil megawatts. A usina, que será construída no Porto de Sergipe, por R$ 3,2 bilhões, terá como combustível o Gás Natural Liquefeito (GNL).


Fonte -Fonte: PetroNotícias