Geral

MME APRESENTA GUIA PARA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A GESTORES DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL


O “Guia para Eficiência Energética nas Edificações Públicas”, elaborado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com o Centro de Pesquisa de Energia Elétrica (Cepel), foi apresentado a administradores públicos nesta quarta-feira, 25 de março, durante a 1ª reunião de 2015 do fórum que reúne os representantes das subsecretarias de Planejamento, Orçamento e Administração do governo federal – ForumSpoa. Para os participantes do fórum, a publicação terá papel essencial na aplicação de medidas de eficientização do uso de energia elétrica.

“O Guia vai colaborar muito na adequação das ações e medidas que cada órgão vai ter de adotar a partir da instituição da portaria do Ministério do Planejamento, que trata sobre a redução do consumo de água e energia. E o Guia vai nos possibilitar ter um planejamento dessas ações. Ele é importantíssimo e veio em um momento mais adequado possível”, afirmou Gildenora Batista Dantas Milhômen, secretária-geral de Administração Advocacia Geral da União (AGU), ao final da reunião.

A publicação, que aborda as principais etapas a serem contratadas em projetos de revitalização típicos em edificações públicas para fins de eficiência energética, foi apresentada pelo subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração do MME, Marcelo Cruz, e pelo chefe do Departamento de Tecnologias Especiais do Cepel, Ary Vaz Pinto Junior.

Em sua exposição, Ary Vaz explicou que não há apenas uma forma de se implantar ações de eficiência energética nas edificações, mas destacou que a pesquisa para a construção do Guia considerou os protocolos internacionais sobre o assunto, além de tomar como base as publicações técnicas e acadêmicas mais modernas na área.

Ana Clécia Silva Gonçalves de França, diretora de Administração do Ministério do Planejamento, que coordena o fórum, avalia que o manual pode ser útil não somente para os gestores públicos, mas também para a iniciativa privada.

“O Guia é muito valioso, pois ele disciplina procedimentos, orienta com práticas, e norteia o estudo para a identificação da situação da edificação, e com esse ponto de partida possa-se buscar a melhor solução para cada caso para medidas de eficiência energética. Isso é muito importante para nós, desde o projeto até a execução. O Guia vai auxiliar todos os órgãos, pela facilidade de acesso e didatismo. Não somente os órgãos, mas também empresas privadas. A política de eficiência energética é mundial. Ele tem uma abrangência muito maior”, avalia Ana Clécia.

O Guia esta disponível no site do MME, em sua versão compacta e completa, bem como a cartilha que traz uma visão geral sobre a publicação. Em suas mais de 300 páginas, ele aborda as principais etapas a serem contratadas em projetos de revitalização típicos em edificações públicas, para fins de eficiência energética: Diagnóstico energético; Elaboração de Projeto Básico; Elaboração de Projeto Executivo; Execução das obras; e Fiscalização e acompanhamento dos resultados.


Fonte -Fonte: Ministério de Minas e Energia