Hidrossanitária

MERCADO DE SMARTGRID DEVE CRESCER MAIS DE 120% ATÉ 2020


O mercado de smart grids deve crescer mais de 120% entre 2012 e 2020, de R$33 bilhões anuais para R$ 73 bilhões anuais, totalizando uma receita acumulada de R$494 bilhões no período. As previsões integram um estudo da Pike Research.

“A sobreposição das modernas tecnologias smart grids às existentes prometem vários benefícios para as concessionárias, incluindo aumento da capacidade e da confiabilidade, reduzindo perdas, postergando ou eliminando a necessidade de novas fontes de geração”, diz o analista sênior Bob Lockhart.

O estudo aponta que não existe uma única “solução de rede inteligente” que funcionará para todas as empresas, que deverão fazer essa escolha levando em conta as suas peculiaridades. Algumas já devem começar com mecanismos de medição inteligente enquanto outras optarão, por sua vez, por atualizações de sistemas de transmissão.

A Pike Research estima a implementação de 832 milhões de medidores inteligentes até 2020, o que implica que muitas concessionárias ainda não terão aderido às tecnologias mais modernas, mas avalia que estas empresas podem dar um passo neste sentido nos próximos sete anos.

O relatório “Smart Grid Technologies” analisa a dinâmica de mercado e questões tecnológicas mais importantes no âmbito das redes inteligentes, para o período de 2012 a 2020. O estudo traça o perfil dos principais players desta indústria, divididos em oito categorias: concessionárias, fornecedores de sistemas de controle, fornecedores de telecomunicações, fornecedores de medição inteligente, fornecedores de aplicativos e serviços, integradores de sistemas, fornecedores de segurança cibernética, e associações de classe.

Análises e previsões são apresentadas ano a ano e, cumulativamente até 2020, descrevendo o mercado de smart grid, por aplicação e por região, com segmentação tecnológica de cada uma das aplicações.


Fonte -Fonte: Jornal Energia