Geral

Indústrias do Centro-Norte já recuperaram 74% das vagas perdidas na pandemia


Setor de confecções liderou o processo de contratações em novembro, diz Firjan

 

Levantamento feito pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) através da plataforma Retratos Regionais aponta que as indústrias do Centro-Norte Fluminense recuperaram, de julho a novembro do ano passado, 73,9% dos postos de trabalho perdidos entre março e junho, meses mais afetados pelas medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19 e pelas incertezas em relação à economia no Brasil. O setor perdeu 1.683 vagas de março a junho e recuperou 1.244 entre julho e novembro.

A análise do setor industrial, que engloba a indústria de transformação, extrativa, construção e os serviços industriais de utilidade pública, mostra que o setor manteve desempenho positivo em novembro (+ 309 vagas) e registrou o quinto mês consecutivo de contratações. As confecções (+ 119 vagas); produtos de metal (+ 60) e produtos alimentícios (+ 45 contratações) foram os setores que mais se destacaram. Os segmentos de fabricação de bebidas e a construção civil registraram + 21 e + 20 vagas, respectivamente.

Em Nova Friburgo, maior município da região, as indústrias abriram 250 postos de trabalho entre julho e novembro. Em Cachoeiras de Macacu foram (+ 28 contratações); Bom Jardim (+ 19); Carmo (+ 8); Duas Barras (+ 8); Cantagalo (+ 3); Macuco (+ 3) e Sumidouro (+ 4). Três municípios tiveram saldo negativo neste período, ou seja, mais demissões do que contratações: São Sebastião do Alto (- 9 postos de trabalho); Cordeiro (- 8) e Santa Maria Madalena (- 1). Trajano de Moraes teve resultado zero, ou seja, não registrou nem contratações, nem demissões.

Recuperação também no comércio 

Levando em consideração todos os setores econômicos, em novembro, o comércio abriu 343 empregos e recuperou todas as vagas perdidas entre março e julho. Já o setor de serviços, que viu as contratações serem retomadas de maneira mais lenta, abriu 205 postos no mês e alcançou 34,7% no indicador de recuperação de vagas.

Análise regional

O Estado do Rio de Janeiro apresentou o quarto mês consecutivo de geração de novos postos de trabalho formais. O resultado de novembro (+ 32.673 contratações) chama atenção pela intensidade: as vagas geradas no 11º mês de 2020 ultrapassam o resultado acumulado em outubro (+ 16.089); setembro (+ 9.449) e agosto (+ 5.230).

Todas as regiões do Estado do Rio apresentaram saldo positivo de contratações, quando considerados todos os setores econômicos. A capital foi a principal contratante, com 16.226 novas vagas abertas, seguida pela Baixada Fluminense (+ 5.721), Região Leste (+ 5.302) e Sul (+2.628).

Plataforma Retratos Regionais

A plataforma Retratos Regionais tem como base o saldo de empregos formais disponibilizados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Em um painel setorial são disponibilizados dados específicos dos setores industriais. Em um painel regional, que também permite a busca por município, é apresentado o cenário geral de empregos, incluindo todos os grandes setores. Também está sendo disponibilizado o Indicador de Retomada dos Empregos. A plataforma pode ser acessada através do link: www.firjan.com.br/retratosregionais.

 

 

Fonte: avozdaserra.com.br
Foto: avozdaserra.com.br