índice

INCC-M cresce 0,30% em maio


O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) registrou alta de 0,30% em maio, acima do resultado do mês anterior, que foi de 0,28%, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços teve variação de 0,49%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,40%. O índice referente à Mão de Obra registrou variação de 0,15% na passagem de abril para maio.

No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice correspondente a Materiais e Equipamentos registrou variação de 0,54%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,35%. Dos quatro subgrupos componentes, três apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, destacando-se materiais para acabamento, cuja taxa passou de 0,23% para 0,66%.

A parcela relativa a Serviços passou de uma taxa de 0,61%, em abril, para 0,27%, em maio. Neste grupo, vale destacar a desaceleração da taxa do subitem projetos, cuja variação passou de 1,48% para 0,95%.

O índice referente à Mão de Obra registrou variação de 0,15% na passagem de abril para maio. Esta variação ocorreu devido a reajustes salariais de várias categorias em Belo Horizonte e Recife.

Por fim, quatro capitais apresentaram aceleração em suas taxas de variação: Salvador, Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro. Em contrapartida, Brasília, Porto Alegre e São Paulo registraram desaceleração.