Hidrossanitária

GOVERNO JÁ DISCUTE POSSIBILIDADE DE LEILÕES REGIONAIS DE ENERGIA


O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, Nelson Hubner, revelou que o governo já admite a possibilidade de realização de leilões regionais de energia. O assunto, segundo Hubner, foi discutido no Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico e pode vir a ser considerado no planejamento de expansão do sistema.

Até agora, apenas o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico, Hermes Chipp, defendia abertamente a necessidade de leilões localizados de novos empreendimentos de geração, para reduzir fragilidades no abastecimento de energia em determinadas regiões.

“Tem algumas áreas em que há necessidade maior de térmicas”, reconheceu o diretor da Aneel, ao explicar que é possível aprimorar o mecanismo de definição da melhor localização para esses empreendimentos. “Quando começou [o sistema de leilões] não tinha como fazer seleção, porque tinha pouca térmica. Agora, com número maior, pode aprimorar”, disse.

Esse tipo de leilão, segundo Hubner, deve considerar os benefícios para o consumidor. Ele explicou que uma termelétrica com custo adicional de geração, por exemplo, pode compensar o investimento ao dispensar a realização de obras de transmissão.

O diretor da Aneel disse que “o normal daqui para frente, a tendência, é de que tenha um acionamento maior de térmicas, principalmente de térmicas com CVU (Custo Valor Unitário) baixo”. Mas ponderou que a necessidade de despacho maior ou menor dessas usinas vai depender da hidrologia.

Fonte: Canal Energia

Fonte -Fonte: Canal Energia