Legislação

FIRJAN E EMPRESAS DO SUL FLUMINENSE INSTALAM GRUPO DO SETOR AUTOMOTIVO


O Sistema FIRJAN instalou, na quinta-feira (18/04), o Cluster** Automotivo do Sul Fluminense, um grupo de discussões que tratou de quatro temas fundamentais para o crescimento do segmento na região: energia, transporte, telecomunicações e mão de obra.

“Com investimentos previstos de mais de R$ 5 bi até 2014, o setor já vem se destacando na região há quase 15 anos pelo seu ritmo de crescimento. Agora, com esta articulação pela formação do Cluster, o segmento deverá dar um salto ainda maior”, afirmou o presidente da FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, durante a solenidade realizada na Representação Regional da FIRJAN, em Volta Redonda.

Juliana Guiguet, gerente de Processos, do Cluster Automotivo da PSA Peugeot Citroën, falou em nome das empresas e lembrou que o grupo foi criado a partir do interesse das organizações no fortalecimento e consolidação de uma cultura industrial automotiva no Sul Fluminense.

“Este é um marco do comprometimento pelo desenvolvimento do setor na região”, disse.
O cluster teve a participação das empresas Benteler, Faurecia, MAN Latin America, MA Automotive, Michelin, Nissan, PSA Peugeot Citroën e Suspensys. “Até o final de 2013, nosso objetivo é ter 15 empresas nesta comissão”, adiantou Juliana.

Crescimento regional:

O presidente da Representação Regional da FIRJAN no Sul Fluminense, Henrique Nora, acredita que, com a instalação do cluster, muitas outras atividades poderão ser realizadas no Sul Fluminense: “Precisamos levar o desenvolvimento adiante e a criação deste grupo confirmará a vocação de nossa região para o crescimento”.

NOTA DE RODAPÉ dos Editores: Cluster ** (Wikipédia)
Um cluster, no mundo da indústria, é uma concentração de empresas que se comunicam por possuírem características semelhantes e coabitarem no mesmo local. Elas colaboram entre si e, assim, se tornam mais eficientes. Exemplos de clusters são Silicon Valley, na área da Califórnia (Estados Unidos) o Kista na Suécia.

Em geral a cooperação entre empresas pode ser de dois tipos: – Cooperação Horizontal: Envolve geralmente acordos de longo prazo entre empresas do mesmo sector que originam as denominadas “alianças estratégicas”; – Cooperação vertical: Envolve diferentes entidades da cadeia de fornecimento, nomeadamente, fornecedores, fabricantes, distribuidores e clientes.


Fonte -Fonte:Firjan