Geral

ES Gás irá investir R$ 40 milhões na interligação da Rede de Distribuição de Linhares ao Gasoduto ‘Cacimbas-Vitória’


O governador do Estado, Renato Casagrande, se reuniu, nessa quarta-feira (23), com o diretor-presidente da Companhia de Gás do Espírito Santo (ES Gás), Heber Resende, no Palácio Anchieta, em Vitória. Na oportunidade, a empresa anunciou o início da primeira de uma série de etapas para executar o principal investimento previsto em seu Plano de Negócios: a interligação da Rede de Distribuição de Linhares ao Gasoduto de Transporte “Cacimbas-Vitória”, o que proporcionará a ampliação da capacidade de fornecimento ao município do norte do Estado.

Orçado em R$ 40 milhões, o investimento permitirá dotar a rede de Linhares de um sistema de abastecimento por gasoduto, em substituição à operação realizada por meio de caminhões de Gás Natural Comprimido (GNC), atualmente limitada a 40.000 metros cúbicos por dia. A ES Gás é uma empresa de economia mista em que o Estado do Espírito Santo detém 51% do capital votante, tendo como sócia a BR Distribuidora, com os demais 49%.

“Esse é um registro importante para o Espírito Santo com a construção desse gasoduto ligando Regência até Bebedouro, em Linhares. As indústrias locais são hoje abastecidas de caminhão e passarão a receber o gás por gasoduto, aumentando em até nove vezes a capacidade de abastecimento. Um investimento que irá gerar mais capacidade produtiva, mais oportunidades e desenvolvimento para os capixabas”, afirmou o governador Casagrande.

O investimento é motivado tanto pela ampliação do consumo, decorrente das novas plantas industriais no município quanto pelo aperfeiçoamento da operação, com o aumento da segurança e a redução de custos operacionais relativos à compressão, ao transporte e à descompressão do gás natural.

“O investimento permitirá que a malha de distribuição seja ampliada, por meio da construção de 28 quilômetros de rede, em um prazo estimado de execução de 12 meses. Assim, poderemos atingir a capacidade de fornecimento de 360.000 metros cúbicos por dia e a redução da movimentação de seis carretas, que juntas fazem 240 viagens mensais de ida e volta em um percurso de 63 quilômetros”, explicou o diretor-presidente da ES Gás, Heber Resende.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, destacou que o investimento é visto como uma ação positiva para o desenvolvimento econômico regional.

“O município de Linhares é atrativo devido à sua localização estratégica e está situado em região da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), onde se aplicam incentivos fiscais federais e estaduais como o Invest-ES e o Compete-ES. A Fibracem, a Proteinorte, a Brinox, a Olam Internacional. A Britânia e a Café Cacique são empresas que elegeram o município para sediar novas plantas industriais e para atrair novas organizações utilizamos um modelo de prospecção ativa, a pedido do nosso governador Renato Casagrande, para intensificar a atração de novas organizações e criar ambiente propício para a geração de emprego e renda para os capixabas”, disse Hoffmann.

 

O ganho de eficiência decorrente deste investimento é destacado pelo diretor de Operações da Companhia, Frederico Bichara: “Vamos eliminar as etapas de compressão, transporte rodoviário e descompressão para a rede de Linhares, mitigar os custos incidentes sobre a prestação do serviço de operação e transporte de GNC para o município e diminuir a possibilidade de desabastecimento em decorrência de intempéries ou acidentes rodoviários”, justificou.

Desta forma, a ES Gás cumpre os objetivos primários do investimento, de ampliar a capacidade de fornecimento de gás natural em Linhares, atendendo à demanda de novas indústrias, além de aumentar a confiabilidade do sistema de distribuição e a eficiência operacional.

O traçado do novo gasoduto, de 28,4 quilômetros, acontecerá em área predominantemente rural. O projeto encontra-se licenciado pelo Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e foi aprovado nas instâncias previstas pela Governança da ES Gás, e agora cumpre o cronograma que contempla mais oito etapas, que vão da licitação de materiais, prosseguem com o certame dos serviços de construção e montagem e finalizam com o comissionamento e início da operação, previstos para setembro de 2022.

O projeto de Linhares faz parte do plano de investimentos da ES Gás que prevê investimentos da ordem de R$ 300 milhões nos próximos 10 anos, com o objetivo de ampliar a rede de distribuição em mais de 292 mil metros e ligar mais de 96 mil novos consumidores, além de manter uma operação de excelência, na busca por maior competitividade energética.

 


Fonte: tnpetroleo.com.br

Foto: Cortesia Bueno Engenharia / tnpetroleo.com.br