Geral

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA: ECONOMIA DE ATÉ US$ 16


EFICIÊNCIA ENERGÉTICA: ECONOMIA DE ATÉ US$ 16

No lugar de pensar no desenvolvimento de novas fontes energéticas, é preciso aumentar os investimentos e esforços em eficiência energética. Os Estados Unidos estão pensando muito pequeno quando o assunto é eficiência energética. Em linhas gerais, esta é a conclusão do estudo The Long-Term Energy-Efficiency Potential: What the Evidence Suggests, recém lançado pelo American Council for an Energy-Efficient Economy (ACEEE).

O estudo aponta três cenários: os EUA mantendo a trajetória atual; com redução de 60% no consumo de energia até 2050, gerando mais dois milhões de empregos; e evitando um investimento anual de US$ 400 bilhões, ou seja, US$ 2.600, por família ao ano. O estudo da ACEEE aponta quatro setores com grande potencial de economia de energia: energia elétrica, transportes, edificações e indústria.

Para o diretor executivo da ACEEE, Steven Nadel, os grandes avanços em eficiência energética vão exigir altos investimentos. “Mas a boa notícia é que os investimentos vão gerar um retorno significativo em economia na conta de energia, que vai varia de US$ 12 a US$ 16 trilhões de dólares cumulativamente de 2012 a 2050”, analisou o executivo.

Segundo o ACEEE, o segredo para alcançar os resultados esperados é ter um padrão de investimentos mais produtivos em eficiência energética, o que reduziria a necessidade de grandes investimentos em novas usinas e em infraestrutura.

Fonte: CTCE

Fonte -Fonte: CTCE