Geral

Cresce uso de ozônio para higienização de ambientes


Empresa especializada tem aumento de 500% na demanda.

Cresce uso de ozônio para higienização de ambientesA Wier, especializada em soluções tecnológicas para oxi-sanitização, higienização e tratamento de efluentes, de Florianópolis, SC, registrou um aumento de mais de 500% na demanda nos últimos três meses no mercado nacional e pelo menos 200% nas exportações.

“As pessoas estão preocupadas com a higienização dos ambientes e o ozônio é uma das soluções mais eficientes e ecológicas”, diz Bruno Mena Cadorin, CEO da Wier, empresa fundada em 2011 e que nasceu dentro de um laboratório de química na UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Com a abertura gradativa e consciente nas cidades após meses de quarentena, essa demanda deve se manter no “novo normal”.

A solução da Wier é baseada em ozônio, um gás natural formado a partir do oxigênio do ar e produzido em seus equipamentos através de tecnologia de plasma frio, em processos físicos e químicos simultâneos que reúnem radiação UV, alto campo elétrico, ondas de choque, elétrons de alta energia, átomos e moléculas excitadas.

“O poder oxidante do ozônio é maior do que de produtos convencionais, como o cloro, ácido peracético e peróxido de hidrogênio”, diz Cadorin. Em função disso, é capaz de degradar quimicamente poluentes orgânicos na água, no ar e na superfície dos objetos, além de destruir micro-organismos como bactérias, vírus e fungos. Vários setores do mercado já utilizam o ozônio para sanitização de ambientes e eliminação de odores desagradáveis (cigarro, animais, comida), como escritórios, hotéis, motéis e pousadas, concessionárias, empresas de ônibus e frotistas. Os equipamentos atuam de forma passiva, purificando o ar que passa por dentro da máquina pelo plasma frio, e de forma ativa através do ozônio liberado pela máquina.

Por ser um gás, o ozônio pode se espalhar por todo o ambiente no qual é aplicado, alcançando lugares que uma limpeza convencional não consegue atingir, ou locais em que a limpeza apresenta falha. Testes realizados em um laboratório independente mostraram uma redução de 91% de bactérias totais e de 76% de fungos no ar de um quarto de motel com área de 25 metros quadrados e 3 metros de altura com apenas uma hora de aplicação do OZpro. O tempo pode cair para 10 minutos com o uso de outro equipamento mais potente da Wier.

O CEO lembra que, apesar do poder do ozônio no combate a micro-organismos, existem equipamentos projetados e adequados para cada tipo de aplicação e ambiente. Além disso, a aplicação deve ser feita sem a presença de pessoas e animais no ambiente, uma vez que o ozônio é tóxico se for inalado. A Wier conta com mais de 20 mil geradores de ozônio fornecidos para mais de 20 países, com fabricação 100% brasileira.