Meio Ambiente

CONSTRUÇÕES ADOTAM SISTEMAS INTELIGENTES PARA USO DA ÁGUA


As ações da Cedae em relação ao uso consciente da água vão além das campanhas publicitárias e do uso de tecnologia para reduzir o desperdício. Na nova sede da companhia, na Praça XI, centro do Rio, foi implantado um sistema de reúso para atividades que não exigem o consumo de material 100% limpo, como em sanitários ou no cultivo dos jardins. Ao todo, a capacidade de armazenamento do edifício é de 88 mil litros para reúso, divididos em dois reservatórios instalados na cobertura.

A quantidade é para suprir a demanda de uma semana. Além disso, para reduzir impactos ambientais, o edifício tem um sistema de monitoramento predial que reduz automaticamente a iluminação em cada setor do prédio de acordo com o horário.

Na rede de ensino, as novas unidades escolares e as que foram reformadas recentemente já têm uma estrutura ecologicamente correta para o uso sustentável da água.

No Colégio Olga Benário Prestes, em Bonsucesso, a água da chuva é usada na limpeza da piscina, corredores e rampas e para regar o jardim e a horta. Com aproximadamente 2,5 mil estudantes, a escola tem uma cisterna de 20 mil litros.

Reformado recentemente e adaptado para uso sustentável dos recursos naturais, o Colégio Matemático Joaquim Gomes de Sousa – Intercultural Brasil-China, em Niterói, utiliza água de reúso em suas atividades e também nas descargas dos banheiros.

MEDIDAS REDUZEM A VAZÃO

Incentivada pelas ações da Cedae, uma rede de hotéis, que administra unidades de luxo no Rio de Janeiro, também adotou uma série de medidas para reduzir a quantidade de água usada, sem diminuir o conforto dos hóspedes. Foram feitas obras para redução da vazão dos chuveiros e mudanças no sistema de descargas nos cinco hotéis do grupo.

A rede também planeja fazer intervenções nos maiores hotéis da rede para adaptar estações de tratamento de efluentes e reutilizar água da chuva.

O Maracanã também usa um sistema de reaproveitamento da água da chuva que permite economia de 50% de água potável. Juntos, os dois reservatórios do estádio têm capacidade para armazenar 2,5 milhões de litros de água, o equivalente a uma piscina olímpica.

A água é usada pelo sistema de irrigação automática do gramado, que é acionado de acordo com a umidade do ar. Nos banheiros, também foram instaladas torneiras inteligentes, com fechamento automático e descargas ecológicas nas quais a água da chuva também é usada.


Fonte -Fonte: Portal do Governo do Estado do Rio de Janeiro