Notícias

Com alta de 94%, PetroRio tem receita recorde de R$ 1,6 bi em 2019


A PetroRio, maior companhia independente de óleo e gás do país, registrou resultados financeiros recordes em 2019, ano marcado por importantes aquisições, com forte impacto positivo na produção e nas reservas da empresa. No ano, o lucro líquido atingiu R$ 688,4 milhões, com alta de 236% frente a 2018.

Com alta de 94%, PetroRio tem receita recorde de R$ 1,6 bi em 2019

A receita líquida, por sua vez, chegou a R$ 1,644 bilhão em 2019, um crescimento de 94% na comparação com 2018 e EBITDA ajustado alcança R$ 792 milhões, após aquisição do Campo de Frade e captura de sinergias com o Campo de Polvo, operado pela PetroRio. A companhia, que tem como estratégia adquirir e investir em campos já em produção, tem como pilares a racionalização de custos, a alta eficiência, foco em aumento de produção e a disciplina de capital e – sempre com segurança operacional, respeito ao meio ambiente.

“Em 2019, apresentamos aumentos significativos em nossa produção e reduções relevantes nos custos por barril, beneficiando os resultados do ano. Tivemos mais um ano de superação e entregas, apesar da queda de oito dólares no Brent médio do período.”, destacou Nelson Queiroz Tanure (foto), CEO da PetroRio.

“O ano de 2019 teve destaque na agenda de M&A. Realizamos quatro transações ao longo do ano, que acreditamos irão gerar valor para Companhia, nos permitindo realizar ainda mais transações para frente. Nossos esforços contínuos de racionalização dos custos e captura de sinergias nos novos ativos reduziram o custo por barril da Companhia para US$ 20/barril no último trimestre, o que implica em uma nova capacidade de geração de caixa, mesmo em cenários de alta volatilidade do óleo tipo Brent. A PetroRio acredita que a redução do custo por barril é sua melhor estratégia de hedge e continuará tendo o indicador como pilar nos seus projetos”, complementou o principal executivo da companhia.

Diante de novas aquisições, ganhos de eficiência e investimentos na revitalização de campos, a produção média de óleo e gás da PetroRio saltou de 11.673 mil barris/dia em 2018 para 19.209 mil barris/dia em 2019, uma alta de 65%.

Aquisições

O ano de 2019 foi marcado por aquisições estratégicas, que se seguiram neste ano. Em novembro de 2019, a PetroRio assinou acordo de compra de 30% do Campo de Frade com a Petrobras, passando a deter 100% do ativo. Concluída a operação, a participação adicionará cerca de 5,8 mil barris por dia à produção total da PetroRio, reduzindo ainda mais o custo de extração de óleo. A PetroRio planeja iniciar em 2020 o Plano de Revitalização do Campo de Frade, que busca aumentar o fator de recuperação do ativo e atender às condições da ANP para a extensão da concessão até 2041.

Em fevereiro de 2020, a Companhia assinou contratos para a compra da embarcação OSX3 (um FPSO), por US$ 140 milhões, e de 80% (“farm-in”) do Campo de Tubarão Martelo, onde OSX-3 encontra-se afretada. Estas operações permitirão a interligação entre os campos de Polvo e Tubarão Martelo, simplificando o sistema de produção e criando um polo privado na região, o que irá gerar sinergias significativas, reduções de custo e a extensão da vida econômica dos campos.

A PetroRio implementa, desde a conclusão da aquisição da operação e de 52% de Frade (em março de 2019), medidas de redução de custos por de sinergias operacionais e logísticas com o Campo de Polvo. Em outubro de 2019, a PetroRio anunciou a conclusão da aquisição dos 18% de Frade, que adicionou cerca de 3,5 mil barris à produção diária da Companhia.

A eficiência operacional, outro diferencial da PetroRio, chegou a 99,7% em Frande no último trimestre de 2019.

 

Com a intenção de compartilhar seus resultados com a sociedade, a PetroRio ajuda a financiar o Instituto Reação, uma ONG criada em 2003 pelo medalhista olímpico Flávio Canto e seu técnico Geraldo Bernardes, que incentiva a prática do judô. No final de 2018, a companhia teve papel protagonista no lançamento do Teatro PetroRio das Artes, com o intuito de financiar atividades socioculturais no teatro pelos próximos dois anos. No campo da música inclusiva, a PetroRio lançou o patrocínio da Orquestra NEOJIBA, que fomenta o desenvolvimento e a integração de jovens no da Bahia através da prática coletiva da música.

“Após um ano com entregas importantes, acreditamos que a PetroRio está bem posicionada para continuar sua trajetória de crescimento econômico e social. Continuaremos a estudar potenciais aquisições e a buscar retornos atrativos ao racionalizar os custos dos ativos já adquiridos e a buscar formas criativas para contribuir para uma sociedade mais inclusiva”, frisa o CEO da PetroRio.