Eficiência Energética

CASA MODELO TRAZ NOVIDADES PARA CAPACITAÇÕES AMBIENTAIS EM 2012


A Casa Modelo Experimental, construída pelo Consórcio PCJ e parceiros, iniciará 2012 com novidades para os visitantes e participantes das capacitações ambientais promovidas pelo Programa de Educação e Sensibilização Ambiental do Consórcio PCJ. A mostra Casa Modelo EcoDecor deixou como herança, além dos conceitos de consumo racional de água e energia, as novidades de decoração e construção sustentável. A maioria das melhorias realizadas na construção seguirão expostas por meio de agendamentos no próximo ano. A visitação será gratuita.

Inaugurada em 2009, a Casa Modelo Experimental surgiu com o intuito de demonstrar alternativas para o melhor aproveitamento da água e energia no cotidiano. Assim, conceitos como aproveitamento de tubos de creme dental para a fabricação do forro e do telhado, a inclinação da casa em 45° para se utilizar, ao máximo, a energia solar e eólica, e toda a construção com tijolos confeccionados a partir de agregados siderúrgicos foram apresentados e aprovados pelo público por possuírem a mesma qualidade e durabilidade dos produtos convencionais.

Mas um detalhe ainda incomodava. “As crianças, por exemplo, vinham até aqui e diziam ‘tia, esse não é o quarto? Onde está a cama?’. Então, nós percebemos que tínhamos que mudar”, lembra a coordenadora do Programa de Educação Ambiental do Consórcio PCJ, Andréa Borges.

Hoje, é possível encontrar pela Casa, móveis fabricados a partir de restos de mármore ou com madeira de reflorestamento de eucalipto revestidos com laminado de garrafas plásticas. A utilização de lâmpadas prioriza os modelos LED ou fluorescente, pelo baixo consumo de energia elétrica. Os tecidos são de retalhos, fibra de garrafas PET e até mesmo palha de milho. Além disso, toda a madeira utilizada vem de reflorestamento ou restos de demolição. Até mesmo os pisos, que imitam perfeitamente o material, são de porcelanato ou restos de PVC.

Segundo o secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahóz, além de apresentar as novidades do setor, a mostra foi fundamental para a atualização dos conceitos do imóvel, o que implica em benefícios para o processo de educação e sensibilização ambiental. “Os efeitos desse evento não se restringem apenas aos 30 dias de exposição. Cada arquiteto, fornecedor, consorciado ou participante da mostra deve ter a certeza de que está nos ajudando a construir cidadãos ambientalmente conscientizados, e isso é de extrema importância em uma região com tanta escassez de recursos naturais como as bacias PCJ”, ressalta Lahóz.

Visitas monitoradas voltam em 2012 com empresa especializada – A Casa Modelo está em recesso desde o encerramento da mostra EcoDecor, em 8 de dezembro. Para a nova etapa, o Consórcio PCJ contratou uma empresa especializada para monitorar as visitas, com objetivo de proporcionar mais conhecimento ambiental para os visitantes.

Segundo Andrea Borges, “desde que a Casa foi construída já recebemos quase 6 mil visitas. São pessoas que, de alguma forma, foram capacitadas com relação ao uso racional dos recursos naturais no seu cotidiano. Com as mudanças, vamos expandir ainda mais esse conhecimento e promover mudanças maiores de conceitos e práticas ambientais”.

As visitações poderão ser agendadas a partir de fevereiro de 2012, através do telefone (19) 3475 9405 ou pelo e-mail casamodelo@agua.org.br. No próximo ano, elas serão feitas de terça a quinta-feira, nos períodos da manhã e da tarde, além de alguns sábados, mediante solicitação e agendamento e atendimento às universidades. Podem participar estudantes do ensino público e privado, universitários, profissionais e toda a comunidade.

A Casa Modelo EcoDecor contou com o patrocínio de empresas com compromisso com a sustentabilidade, entre elas, a Caixa Economica Federal, Jornal TodoDia, HM Construtora, CPFL Energias, Docol, Ajinomoto, Petrobras/Replan, Invista e Programa de Investimento Rio Jaguari, além de contar com os apoios da prefeitura de Americana, Rádio Azul Celeste, Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (Abesco), Associação de Engenheiros e Arquitetos de Americana (AEAA), do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), AmBev, Tintas Sherwin Williams, Sunlab Power, Cereja, House Luz Iluminação e Estilo, Sindicato da Arquitetura e da Engenharia (Sinaenco), Metagreen, Tintas Hydronorth, PMK3 Propaganda e Marketing. O projeto foi supervisionado pelo arquiteto Antônio Giocondo.


Fonte -Fonte: Atibaia News