Geral

Canadian Solar fecha mais dois PPAs para projetos solares no país


Com total de 862 MWp, usinas vão gerar energia para a comercializadora do BTG Pactual e para Furnas.

Mais dois grandes projetos solares foram viabilizados no Brasil pela Canadian Solar com negociações de contratos de compra de energia (PPAs). Ambos fechados no início de novembro, e considerados os maiores da história da empresa canadense, os projetos totalizam 862 MWp e elevam a carteira de usinas da Canadian no país para quase 2,2 GWp de capacidade instalada.

O primeiro PPA foi negociado com o banco BTG Pactual, terá duração de 12 anos e fornecerá energia de um cluster de usinas de 170 MWp localizados em Minas Gerais, com previsão de início das obras em 2021 e entrada em operação até o fim de 2022. O BTG Pactual utilizará a energia gerada no portfólio de sua comercializadora.

Já o segundo foi com Furnas, que comprou energia solar em seu primeiro leilão de compra de energia no mercado livre no dia 12 de novembro. O PPA nesse caso tem prazo de 15 anos e contempla dois projetos que totalizam 692 MWp. Um deles será localizado no Ceará e terá capacidade de 260 MWp. O segundo será no Piauí, com capacidade de 432 MWp. As usinas começarão a ser construídas em 2022 e deverão entrar em operação comercial no final de 2023.

Neste ano, em junho, a Canadian Solar já havia fechado 274 MWp em PPAs corporativos, com a petroquímica Braskem e com a comercializadora da estatal paranaense Copel. A primeira assinou acordo para compra de energia por 20 anos, por meio de usina de 152 MWp, também a ser construída em 2021 em Minas Gerais, com entrada em operação no fim de 2022. Com a Copel, o PPA é de 15 anos, envolve 122 MWp em usina em Pernambuco que também será erguida em 2021. Os dois projetos juntos vão gerar aproximadamente 610 GWh por ano.

 

Fonte: arandanet.com.br