Legislação

BUREAU VERITAS JÁ OFERECE SERVIÇOS RELACIONADOS À NORMA ISO 50001 – NOVA NORMA SOBRE SISTEMAS DE GESTÃO DA ENERGIA


O Bureau Veritas amplia sua atuação na área de certificação com a nova norma ISO 50001, padrão normativo que garante a eficiência no uso da energia para empresas que tenham um alto consumo na execução de suas atividades.

O certificado demonstra a capacidade das empresas em uma gestão eficiente, tendo em vista que a economia no uso da energia significa reduzir custos operacionais e diminuir emissões de gases que podem agravar o efeito estufa. As empresas que tenham a ISO 50001 implementada provam ainda que têm cuidado com os recursos naturais.

A certificação proporciona às empresas melhoria na competência e no gerenciamento do consumo da energia, preparando-as para auditorias e rígidas exigências em concorrências internacionais, além de disponibilizar especialistas para verificar a conformidade dos sistemas de gestão e sua eficiência.

O Bureau Veritas Certification, organismo certificador independente do Grupo Bureau Veritas, é pioneiro em oferecer serviços relacionados às normas de gestão da energia como a norma Europeia EN 16001, certificou a primeira empresa no mundo em ISO 50001 e acumula grande experiência na certificação de projetos de Desenvolvimento Sustentável.

A busca pela certificação ISO 50001 é para empresas que pretendem atingir maturidade em sua gestão da energia, manter um sistema de melhoria frequente e investir no desenvolvimento de energias renováveis. A ISO 50001 pode ser facilmente integrada aos Sistemas de Gestão da Qualidade, Meio Ambiente e Saúde e Segurança, para todos os tipos de organizações dispostas a monitorar e melhorar sua eficiência energética e, assim, reduzir custos.

A norma requer práticas como: estabelecer uma política da energia com objetivos concretos para melhorar a eficiência energética; definir um padrão de uso da energia, identificando as áreas críticas e compreendendo os fatores relevantes no uso da energia; manter uma estimativa periódica do uso da energia, permitindo a visibilidade para planejar os investimentos e melhorias e levar em conta o consumo da energia no processo de decisão de projetos e aquisição de todos os equipamentos, matérias-primas ou serviços.


Fonte -Fonte: Portal Fator