Hidrossanitária

BNDES PLANEJA INVESTIR R$ 50 BILHÕES POR ANO EM PROJETOS DE GERAÇÃO DE ENERGIA


Como financiar novos projetos de geração de energia no país foi um dos principais temas apresentados pelos representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da América Energia e da Darby Private Equity, durante a tarde do primeiro dia de seminários do Energy Summit 2015.

No debate conduzido pelo presidente da América Energia, Andrew Frank Stofer, a Chefe do Departamento de Energia Elétrica do BNDES, Márcia Souza Leal, comentou sobre as futuras expectativas de investimentos nos diferentes tipos de energia e ressaltou que o banco pretende investir cerca de R$ 50 bilhões por ano em projetos energéticos no país.

“Para a energia solar temos expectativa de contratação de 1 GW por ano e investimento associado de cerca de R$ 5 bilhões por ano, nossa pretensão é contratar 6,9 GW em 2024, 10 GW em 2030 e 78 GW em 2050. Para a energia eólica queremos contratar entre 1 a 2 GW por ano e investimento associados de R$ 5 a R$ 10 bilhões por ano. Na energia hidroelétrica, investiremos R$ 30 bilhões na usina de São Luiz de Tapajós para a contratação de 8 GW e, para a usina de Jatobá, o investimento será de R$ 8,88 bilhões para contratar 2,3 GW”, explica a representante do BNDES.

Outra instituição a investir pesado no setor de energia é o Darby Private Equity. Ana Fontes, vice-presidente do fundo de investimentos aproveitou a participação no Energy Summit para detalhar os mais de 30 projetos dos quais a instituição participou, entre eles, 12 exclusivamente em energia elétrica. “Sempre avaliamos o tipo de oportunidade de negócio que pretendemos investir, precisamos buscar criar valor no programa de energia para que possamos transformar as informações em algo operacional e viável economicamente”.


Fonte -Fonte: Investimentos e Notícias