Hidrossanitária

ABRADEE E APTEL AVALIAM SMART GRID


A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) e a Associação de Empresas Proprietárias de Infraestrutura e de Sistemas Privados de Telecomunicações (Aptel) vão concluir em novembro um estudo detalhado sobre os impactos da migração tecnológica do sistema de distribuição para as redes inteligentes. O levantamento, que conta com a participação de 37 empresas do setor elétrico e seis institutos de pesquisa, tem investimentos da ordem de R$ 8 milhões e faz parte do programa de P&D da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

“O grande objetivo do projeto é antecipar um diagnóstico e apresentar uma ferramenta de planejamento para o governo, que poderá utilizá-la para a formação de uma política pública para viabilizar essa migração”, conta o presidente da Aptel, Pedro Jatobá.

Os estudos são relacionados à segurança operacional e sistêmica da rede e à sustentabilidade ambiental e econômica do uso das tecnologias de smart grid. Com isso, os pesquisadores pretendem encontrar o modelo mais adequado para o sistema brasileiro e condizente com o nível de renda da população do país.

Segundo Jatobá, o principal desafio para o smart grid é a infraestrutura de telecomunicações associada, em função das dimensões continentais do país. Além disso, também merece atenção o arcabouço regulatório do setor. “Isso terá um impacto na forma como as pessoas consomem a energia”, explica o presidente da Aptel.


Fonte -Fonte: Energia Hoje