Notícias

índice

Mercado mantém projeção para a inflação e vê queda de 3,31% no PIB em 2016

Economistas consultados pelo Banco Central mantiveram a estimativa para a inflação e pioraram a projeção para o PIB (Produto Interno Bruto) no fim de 2016.

Veja as estimativas para 2016 do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (7) pelo BC:

–  PIB (Produto Interno Bruto): piorou de -3,3% para -3,31%;

–  Inflação: manteve-se em 6,88%;

–  Taxa básica de juros (Selic): manteve-se em 13,5%;

–  Dólar: manteve-se em R$ 3,20.

A projeção para a inflação em 2016 continua acima do limite máximo da meta do governo. O objetivo é manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, mas há uma tolerância de dois pontos para mais ou menos (ou seja, variando de 2,5% a 6,5%).

Para os próximos 12 meses, a projeção de inflação foi mantida em 4,95%. Em outubro, a prévia da inflação foi de 0,19%, a menor para o mês desde 2009. Em 12 meses, a prévia é de 8,27%.

Para manter o nível de inflação esperado, o governo faz uso da política monetária, por meio da taxa básica de juros, a Selic. Na última reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu os juros de 14,25% para 14%ao ano.