Notícias

índice

Inflação vai a 0,52% em julho e registra 8,74% em 12 meses

o com 0,19 ponto percentual na taxa final, seguido pelo feijão carioca, com alta de 32,42% e impacto de 0,13 ponto percentual.

Transportes, o grupo de maior peso depois da alimentação, foi de uma taxa negativa de 0,53% em junho para uma alta forte de 0,40% em julho, com impacto de 0,07 ponto percentual no índice final.

Houve pressão de itens como passagem aérea (alta de 19,22%), ônibus interestadual (alta de 8,21%) e pedágio (alta de 3,99%).

Em relação a junho, também aceleraram os grupos de Despesas Pessoais (de 0,35% para 0,70%) e Artigos de Residência (de 0,26% para 0,53%).

Três grupos desaceleraram: Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,83% para 0,61%), Educação (de 0,11% para 0,04%) e Comunicação (de 0,04% para 0,02%).

Habitação (de 0,63% para -0,29%) e Vestuário (de 0,32% para -0,38%) mostraram-se em queda. No caso da Habitação, houve influência de uma queda de 3,04% nas contas de energia elétrica.

A queda foi ainda maior em cidades como Curitiba (11,17%, após redução de 13,83% nas tarifas) e São Paulo (queda de 5,74% no preço após redução de 7,30% nas tarifas).
http://exame.abril.com.br/economia/noticias/inflacao-e-de-em-julho-e-registra-em-12-meses