noticias

Gás

CONSUMO DE GÁS NATURAL NO BRASIL CAI 18%

A desaceleração da indústria vem deixando um rastro de impactos sobre o setor energético, e o cenário já se reflete nos resultados do mercado. Com projetos em baixa, o consumo de gás natural no Brasil atingiu a marca de 61,7 milhões de m³ diários no mês de fevereiro, valor que representa queda de cerca de 18% na comparação com o mesmo período do ano passado e de 1,3% frente ao registro de janeiro. O segmento, que vem expandindo sua produção no país, foi impactado diretamente pelo menor consumo na área de geração energética, que demandou 30,13% menos na comparação com 2015.

Os resultados foram divulgados esta semana pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Natural Canalizado (Abegás), que reuniu dados de concessionárias em 20 estados brasileiros. De acordo com a análise da entidade, a queda no índice de consumo foi impactada principalmente pela redução da geração termelétrica a gás, que vem diminuindo suas atividades desde a reestabilização do sistema elétrico nacional.

Nesse cenário, o setor de geração de energia ficou em 25,1 milhões de m³ diários. O valor, que representa redução de 9,41% na comparação com o mês de janeiro, impulsionou o pior resultado do segmento de gás natural. Logo atrás vem a indústria, que teve crescimento de 2,7% no consumo frente a janeiro, mas apresentou recuo de 14,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O momento é de redução nas demandas e alta na oferta. Segundo dados do Ministério de Minas e Energia (MME), a produção de gás natural bateu novo recorde em fevereiro, totalizando 101,2 milhões de m³ por dia e um crescimento de 4% frente ao mês de janeiro. Até o momento, o volume médio de gás natural produzido em 2016 é de 99,15 milhões de m³ por dia.

Fonte: PetroNotícias