Notícias

Hidrossanitária

PREVISÃO DE CHUVAS RECUA PARA 77% DA MÉDIA NO SUDESTE, APONTA NOS

A projeção de vazões na segunda revisão do Programa Mensal de Operação do mês de abril aponta uma nova redução da energia natural afluente em quase todo o país na comparação com o que se esperava para esse período na semana passada. A exceção ficou com o submercado Sul, que passou de ENA de 141% da média de longo termo para 149%. Na maior região em termos de consumo e armazenamento, o Sudeste/Centro Oeste, a projeção mensal recuou de 84% para 77% da MLT. A região mais pressionada continua a ser a Nordeste cuja previsão caiu mais 2 pontos porcentuais, para 26% da média histórica. No Norte a nova expectativa de fechamento do mês é de 58% da MLT.

Segundo dados do Programa Mensal de Operação, divulgado dia 8 de abril, pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico, os novos níveis esperados de armazenamento são de 58,4% no SE/CO ante os 61,9% projetados na semana passada. No Sul é de 90,7%, aumento de um ponto porcentual ante a previsão anterior. Já para o NE ficou em 34,1% queda de 0,8 ponto porcentual. No Norte é esperado um volume de 70,6% ante os 71,3% estimados na revisão da semana passada.

Já em termos de carga houve uma forte revisão de expectativas. Na última semana, era esperado que no mês a demanda ficasse 2,9% mais elevada do que em abril de 2015. Agora, a estimativa é de crescimento de 3,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado, para 68.427 MW médios. O maior indicador projetado é para o submercado SE/CO, onde se espera demanda 4,4% mais elevada do que em abril de 2015. No NE a estimativa é de aumento de 1,2%, no Norte é de 4,1% e no Sul houve reversão de queda de 3,2% para uma elevação de 3,1%.

O Custo Marginal de Operação médio voltou a subir em todos os submercados que estão com os valores equacionados, ou seja, todos menos no Nordeste. Aliás,neste último houve redução do CMO médio para R$ 276,10/MWh sendo que o patamar de carga pesada e média está em R$ 282,80/MWh e a leve em R$ 264,36/MWh. No restante do país o valor para a semana operativa que começa no sábado, 2 de abril, é de R$ 37,50/MWh na média, sendo que na carga pesada está em R$ 39,05/MWh, R$ 37,70 na média e R$ 36,60/MWh para o patamar de carga leve.

Fonte: CanalEnergia