noticias

Hidrossanitária

ENERGIA BRASILEIRA É A TERCEIRA MAIS CARA PARA A INDÚSTRIA NO MUNDO

Um estudo realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) reunindo 28 países colocou o Brasil na 3ª posição entre as nações com custo de energia elétrica mais cara para a indústria. Enquanto o custo médio da energia elétrica para a indústria brasileira é de R$ 498,30 por MWh, a Índia, líder do ranking, cobra R$ 595,96 por MWh.

O aumento de 23,4% sobre a energia elétrica brasileira foi fruto da Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) de 58 distribuidoras, autorizada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Os maiores aumentos registrados ocorreram no Mato Grosso do Sul, de 47,8%, e Paraná, de 36,8%.

Grande parte do aumento autorizado na revisão extraordinária refere-se à CDE (Conta de Desenvolvimento Energético) que, devido a sua forma de distribuição definida em lei, teve alocação média 4,5 vezes maior às indústrias das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, em comparação às dos estados do Nordeste e do Norte. Como resultado, o aumento médio do custo da energia para o Sul, Sudeste e Centro-Oeste – que concentram 85% da produção industrial do país – foi de 28,5%, contra apenas 5,3% nas regiões Norte e Nordeste.


Fonte -Fonte: Petro & Notícias